quarta-feira, dezembro 28, 2016

Conversas #1

Uma das minhas palavras preferidas, mas que se tornou um ódio de estimação - por causa do seguinte:
"Ah, e tal, estou literalmente morto de cansaço."
"Estás mesmo? Então como é que consegues falar? Os mortos não falam"
"Eu não queria dizer literalmente literalmente. Queria dizer só literalmente."
"Querias dizer metaforicamente, então?"
"Mas se eu disser metaforicamente, as pessoas vão achar que eu não estou morto de cansaço."
"E não estás. Estás vivo."
"Mas há dicionários que já admitem o literalmente como forma de reforçar uma ideia. Pumba! Toma lá que já almoçaste, literalmente."
"Primeiro, literalmente ainda não almocei. Segundo, pede lá ajuda a esses dicionários para resolver esta: 'Um viajante percorreu literalmente milhares de quilómetros a pé.' O que é que eu acabei de dizer? Ele caminhou mesmo milhares de quilómetros? Ou estou só a dizer que ele andou muito?"
"És literalmente parvo."
"Não tens nada que agradecer."

3 comentários:

Logan disse...

Volta e meia deixo de usar esse advérbio de modo por que, efetivamente, é traiçoeiro xD

Francisco disse...

lololololol

Super Funky disse...

Sou sempre muito simpático ;)

Real Time Web Analytics